Notícias e Pesquisas

13 Jun 2017

Redes sociais e mídias tradicionais são as fontes de informação com mais influência na escolha do presidente em 2018

Uma pesquisa do IBOPE Inteligência mostra que 56% dos eleitores brasileiros afirmam que as mídias sociais têm algum grau de influência na escolha de seu candidato presidencial na próxima eleição, em 2018. Para 36%, as redes têm muita influência.

As mídias tradicionais aparecem em mesmo patamar das redes sociais/internet (56%). Nenhum outro meio testado pelo IBOPE Inteligência recebe mais citações, nem mesmo a família ou amigos, que sempre apareciam em primeiro lugar em pesquisas sobre as principais fontes de informação utilizadas para a tomada de decisão do voto. A maioria absoluta diz que os partidos, políticos, igrejas e artistas/celebridades não exercem nenhuma influência na escolha do candidato.

Os meios digitais exercem mais influência entre o público jovem: no eleitorado de 16 a 24 anos as mídias sociais têm 48% de “muita influência” eleitoral, contra 41% da mídia tradicional.

Conversa com amigos chega a 29% de “muita influência” para escolha do candidato a presidente, contra 27% das conversas com parentes. Movimentos sociais alcançam 28%. A seguir aparecem partidos (24%), políticos influentes (23%), líderes religiosos (21%) e artistas e celebridades somados (16%).

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE O CLIMA PARA AS ELEIÇÕES GERAIS DE 2018

Margem de erro

A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Tema

Administração pública

Internet

Opinião pública

Contratante

IBOPE Inteligência

Período

18/05/2017 a 22/05/2017

Local

Brasil

Amostra

2.002 pessoas de 16 anos ou mais, em 142 municípios do país

ARQUIVO(S) PARA DOWNLOAD
Pesquisa completa

COMENTÁRIOS