Notícias e Pesquisas

04 Out 2019

Medo do desemprego diminui entre junho e setembro

O Índice de Medo do Desemprego diminuiu 1,2 ponto entre junho e setembro, mas mantém-se acima de sua média histórica. O Índice de Satisfação com a Vida, por sua vez, aumentou em 1,6 ponto, aproximando-se da média histórica.

O resultado de setembro interrompe uma sequência de dois aumentos consecutivos observados no medo do desemprego. As quedas do indicador em setembro são mais intensas entre aqueles com menor grau de instrução (isto é, com até a 4ª série do ensino fundamental) assim como entre as pessoas com renda familiar mensal de até um salário mínimo.

Dentre as regiões geográficas, a região Norte/Centro-Oeste registra o maior recuo (-5,3 pontos). Apenas a região Nordeste apresenta um aumento do medo do desemprego, de 3,7 pontos.

O aumento da satisfação com a vida é maior na parcela da população com Ensino Superior. Considerando as regiões geográficas, o indicador apresenta variação positiva para todas as regiões do país, com destaque para a região Sul, cujo índice mostra alta de 2,6 pontos em setembro.

Os indicadores estão em melhor patamar do que o observado no mesmo período do ano anterior. O Índice de Medo do Desemprego está 7,6 pontos abaixo do nível registrado em setembro de 2018 e o Índice de Satisfação com a Vida apresenta uma melhora de 3,1 pontos na comparação anual. Todos os estratos da pesquisa apresentam queda no medo do desemprego e aumento da satisfação com a vida na comparação anual.

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa

MEDO DO DESEMPREGO E SATISFAÇÃO COM A VIDA

Margem de erro

2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Tema

Opinião pública

Contratante

CNI - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA

Período

19/09/2019 a 22/09/2019

Local

Brasil

Amostra

Foram realizadas 2000 entrevistas em 126 municípios.

ARQUIVO(S) PARA DOWNLOAD
Pesquisa completa
Medo do desemprego e satisfação com a vida