Notícias e Pesquisas

09 Mai 2019

Medo do desemprego aumenta em relação a dezembro

O índice de medo do desemprego aumentou 2,0 pontos entre dezembro de 2018 e abril de 2019, mantendo-se acima da média histórica. A satisfação com a vida dos brasileiros caiu 0,7 ponto em relação a dezembro de 2018 e permanece abaixo da média histórica.

Os movimentos de piora nos indicadores são relativamente pequenos diante da grande melhora observada no final do ano passado, quando o medo do desemprego caiu 10,8 pontos e satisfação com a vida aumentou 2,7 pontos.

Isso indica uma acomodação das expectativas em patamar melhor do que o que vigorava desde o início da crise até as eleições do ano passado. Por ora, não se pode afirmar que é o início de uma piora significativa no medo do desemprego e na satisfação com a vida, mas apenas possibilita inferir que não se iniciou um ciclo virtuoso de melhora contínua nas expectativas da população.

O medo do desemprego cai pela segunda vez seguida entre os brasileiros com renda familiar acima de cinco salários mínimos. Essa é a maior faixa de renda analisada na pesquisa, e foi a única em que se verificou redução do medo do desemprego entre dezembro de 2018 e abril de 2019. O maior aumento do medo do desemprego se deu entre os brasileiros com renda familiar de até um salário mínimo (2,3 pontos).

A queda na satisfação com a vida foi puxada pelas mulheres: entre elas, a satisfação com a vida apresentou retração de 1,6 ponto, enquanto entre os homens a satisfação com a vida apresentou aumento de 0,4 ponto.

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa

Medo do Desemprego e Satisfação com a Vida

Margem de erro

2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Tema

Administração pública

CNI

Contratante

CNI - Confederação Nacional da Indústria

Período

12/04/2019 a 15/04/2019

Local

Brasil

Amostra

Foram realizadas 2000 entrevistas em 126 municípios.

ARQUIVO(S) PARA DOWNLOAD
Medo do desemprego e Satisfação com a vida
Pesquisa completa