Notícias e Pesquisas

19 Dez 2018

Consumidores seguem confiantes em dezembro

O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC) registrou 114,3 pontos em dezembro, au­mento de 0,6% em relação a novembro. Desde junho deste ano o indicador acumula um cresci­mento de 12,1 pontos. Embora o avanço deste mês tenha sido mais modesto, 0,7 ponto, trata-se do sexto aumento consecutivo, resultando no maior valor desde março de 2013, e superando a média histórica em 6,5 pontos.

Em relação a novembro, o indicador de endivida­mento é o único que recua em dezembro, com que­da de 0,3%, mostrando que o consumidor avalia que está mais endividado. O indicador de compras de bens de maior valor não se altera. Os demais indicadores aumentam, com destaque para o de inflação: o aumento de 1,8% na comparação men­sal indica que o consumidor está mais confiante quanto ao controle inflacionário. As expectativas de desemprego e de situação financeira aumen­tam 1,1% e o índice relacionado à renda pessoal avança 0,1%.

A confiança em relação a inflação é significativa­mente superior do que a registrada há um ano. O indicador supera em 30,7% o valor observado em dezembro de 2017. Em seguida, as expectativas de desemprego registram aumento de 27,2%. Todos os outros indicadores também mostram avaliação ou expectativas positivas dos consumidores, à exceção de compras de bens de maior valor, cujo indicador é inferior em 2,5%.

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa

ÍNDICE NACIONAL DE EXPECTATIVA DO CONSUMIDOR (INEC)

Margem de erro

A margem de erro máxima estimada é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Tema

CNI

INEC (Índice Nacional de Expectativa do Consumidor)

Contratante

CNI - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA

Período

29/11/2018 a 02/12/2018

Local

Brasil

Amostra

Foram realizadas 2000 entrevistas em 127 municípios.

ARQUIVO(S) PARA DOWNLOAD
Pesquisa completa
INEC dezembro de 2018