Notícias e Pesquisas

29 Abr 2016

Consumidor continua pessimista em abril

O INEC de abril registra 97,5 pontos, estável em na comparação com março (queda de 0,1%) e em patamar 11% abaixo da média histórica do índice. Desde abril de 2015 o índice mostra relativa estabilidade, oscilando entre 99 e 96 pontos. 

A estabilidade do INEC em abril ocorreu com movimentos intensos – porém contrários – de seus componentes. Os índices de expectativa de inflação, desemprego e evolução da própria renda mostram melhora na comparação mensal. A maior parte dos consumidores ainda espera aumento da inflação e do desemprego, mas os percentuais de pessimistas é menor do que em março. A expectativa com relação à própria renda também é menos negativa do que no mês anterior. Apesar da maior parte dos consumidores esperar manutenção de sua renda atual, o percentual que espera queda em sua renda é menor em comparação ao mês de março.

Por outro lado, o índice de endividamento mostra recuo de 5,3%, indicando uma evolução negativa do endividamento das famílias (o indicador cai quando há um aumento do percentual de consumidores que responderam estar com mais dívidas). Com a queda – a maior registrada na comparação mensal – o índice passa a situarse em seu mínimo histórico. A expectativa de compras de bens de maior valor também mostra queda.
 

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa

ÍNDICE NACIONAL DE EXPECTATIVA DO CONSUMIDOR - Abril

Margem de erro

2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra

Tema

Administração pública

CNI

Opinião pública

Contratante

CNI - Confederação Nacional da Indústria

Período

14/04/2016 a 18/04/2016

Local

Brasil

Amostra

2002 entrevistas em 142 municípios

ARQUIVO(S) PARA DOWNLOAD
Download da pesquisa
Download da pesquisa completa