Notícias e Pesquisas

08 Jul 2016

Confiança do consumidor volta a cair em junho

A confiança do consumidor recuou 4% em junho em relação ao índice de maio, de acordo com o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC). A queda resulta de um movimento de acomodação após o forte aumento observado em maio, de 7,9% na comparação com o mês anterior. Mesmo com o recuo de junho, o INEC segue acima dos valores registrados desde janeiro de 2015 e mostra alta de 5% em relação a junho daquele ano. 

A queda do INEC de junho é explicada pelos indicadores relativos às expectativas de inflação (-14,6%), desemprego (-11,2%) e evolução da própria renda (-4,7%), exatamente os componentes que haviam sido responsáveis pela forte alta de maio. 

O dado de junho foi positivamente impactado pelas indicações de melhora da situação financeira (alta de 1,9% no indicador específico) e nas intenções de compras de bens de maior valor (com aumento de 1,2%). 

Na comparação com junho do ano passado, todos os componentes – exceto compras de bens de maior valor – mostram alta, com destaque para inflação e desemprego. Essa situação reflete a percepção de melhora pelos consumidores, ainda que permaneçam com a confiança abaixo da média histórica medida pelo INEC.

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa

INEC - Índice Nacional de Expectativa do Consumidor

Margem de erro

2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

Tema

CNI

INEC (Índice Nacional de Expectativa do Consumidor)

Contratante

CNI - Confederação Nacional da Indústria

Período

24/06/2016 a 27/06/2016

Local

Brasil

Amostra

2002 entrevistas em 141 municípios

ARQUIVO(S) PARA DOWNLOAD
INEC - Junho 2016
Pesquisa completa