Notícias e Pesquisas

29 Set 2017

77% dos brasileiros avaliam negativamente governo Temer

Pesquisa realizada neste mês de setembro pelo IBOPE Inteligência para a Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra que a avaliação do presidente Michel Temer continua baixa. De acordo com a pesquisa, a administração do presidente é considerada ruim ou péssima por 77% dos entrevistados, 7 pontos percentuais a mais do que na última pesquisa, realizada em julho. Os que avaliam o governo como regular passam para 16% (eram 21% na pesquisa anterior) e para apenas 3% o governo está sendo ótimo ou bom (5% em julho), nível mais baixo desde que o IBOPE iniciou a avaliação de presidentes, em março de 1986, no governo Sarney. Também se caracteriza como o quarto trimestre consecutivo de piora na popularidade do presidente Michel Temer.

          

Sobre a maneira de governar e a confiança no presidente, também há variação negativa em relação ao verificado em julho. Dentre os entrevistados, 92% não confiam no presidente em exercício e 89% desaprovam sua maneira de governar, enquanto apenas 6% confiam e 7% aprovam a maneira de governar.

          

          

Temer X Dilma
Na comparação com o governo Dilma, o percentual dos que consideram que o governo Temer está sendo pior é de 59% (eram 52% em julho). A parcela de brasileiros que avaliam o governo Temer como melhor oscila negativamente de 11% para 8%, mesmo movimento verificado nos que acham os governos iguais, que vai de 35% em julho para 31% agora em setembro.

Área de atuação
Assim como em julho, em todas as áreas avaliadas o percentual de desaprovação supera o de aprovação e em apenas duas áreas as oscilações ocorrem além da margem de erro. São elas meio ambiente, que registra queda na aprovação de 21% para 15% e educação, que tem recuo de 22% para 17% na aprovação.

Impostos e taxa de juros continuam como as áreas com pior avaliação, com desaprovação de 90% e 87%, respectivamente.  

Noticiário
Para 68% dos entrevistados, as notícias recentes são mais desfavoráveis ao governo, diferença de quatro pontos percentuais em relação à pesquisa anterior (64%). Os que consideram as notícias mais favoráveis somam apenas 9%.

Notícias sobre corrupção permanecem como as mais lembradas pela população: 23% dos respondentes citam espontaneamente pelo menos uma notícia sobre o tema. As notícias sobre a operação Lava Jato são mencionadas por 11% e aquelas que tratam da apreensão de malas e caixas com R$ 51 milhões de reais que seriam do ex-ministro e ex-deputado  Geddel Vieira Lima, pela Polícia Federal, em Salvador, são apontadas por 7%.

DADOS DA PESQUISA

Nome da pesquisa

Avaliação do governo federal

Margem de erro

A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Tema

Administração pública

CNI

Opinião pública

Contratante

Confederação Nacional da Indústria - CNI

Período

15/09/2017 a 20/09/2017

Local

Brasil

Amostra

2000 pessoas de 16 anos ou mais em 126 municípios

ARQUIVO(S) PARA DOWNLOAD
Avaliação do governo federal
Pesquisa completa
Histórico de avaliação de presidentes

COMENTÁRIOS